DBSAT via ORACHK

A ferramenta DBSAT foi recentemente incorporada ao utilitário ORACHK, ou seja, por padrão as execuções do orachk também trarão as recomendações de segurança a serem aplicadas no ambiente.

É possível rodar o orachk e trazer somente as validações de segurança, para isso, utilize orachk -profile security.

Mais informações em:

Database Security Assessment Tool User Guide:

https://docs.oracle.com/cd/E76178_01/SATUG/toc.htm#SATUG-GUID-C7E917BB-EDAC-4123-900A-D4F2E561BFE9

MOS note: Oracle Database Security Assessment Tool (DBSAT) (Doc ID 2138254.1)

 

 

 

Oracle Data Guard Database Compare

Uma nova procedure chamada DBMS_DBCOMP.DBCOMP (disponível na 12.2), compara os blocos de dados armazenados no Primary DB e seu standby físico. A ferramenta busca por erros de disco que não podem ser detectados por outras ferramentas como, por exemplo, o utilitário DBVERIFY.

Veja que o proprio DataGuard já realiza a validação de corrupção de dados quentes (dados que são lidos ou alterados) tanto no Primary quanto no Standby.

Mas a nova ferramenta vai além pois valida também os dados frios, permitindo ao DBA ter confiança de que seu ambiente está livre de corrupções físicas.

Modo de utilização:

DBMS_DBCOMP.DBCOMP (datafile IN varchar2, outputfile IN varchar2, block_dump IN boolean);

Onde,

datafile – pode ser o número ou nome do datafile. Utilize ‘ALL’ para comparar todos os datafiles.

outputfile – define um prefixo para o nome do arquivo de saída. Por padrão o arquivo é gerado no diretório $ORACLE_HOME/dbs. É gerado um arquivo de saída por datafile.

block_dump – Parâmetro boleano para especificar se o conteúdo do bloco deve ser gravado no arquivo de saída quando um bloco não idêntico entre primary/standby for encontrado. False por padrão.

Exemplo: Execute no Primary.

exec sys.dbms_dbcomp.dbcomp(‘ALL’,’standbypdbComparison’, true);

e utilize a view V$SESSION_LONGOPS para acompanhar o progresso.